0032 sim senhor

#32 – Sim, Senhor: saiba dizer não

No filme “Sim, Senhor!”, Carl Allen, interpretado por Jim Carrey, vive deprimido e de mal com a vida. Nega tudo a todos, evitando os familiares e amigos. Certo dia, ele vai até um culto de auto-ajuda indicado por um conhecido, onde se pregava que devemos dizer sim a tudo que nos acontece ou é oferecido.

Quando começa a fazer isso, a vida de Carl muda radicalmente. Ele é promovido, conhece a garota por quem se apaixona e suas amizades melhoram consideravelmente. Toda trama se desenvolve em cima da máxima do palestrante de auto-ajuda. “Diga sempre sim”. Mas o filme até que passa uma mensagem interessante. Dizer sim para tudo que aparece, pode levar a certos exageros e gerar situações complicadas.

Se olharmos para o passado, podemos recordar o quanto a religião usou uma estratégia parecida para alcançar o objetivo e suprir a ganância de alguns homens interesseiros. Já que tudo que eles diziam era a lei, elevada até acima de reis e impérios, ninguém ousava contradizer. Muitas superstições eram mantidas para extorquir bens e favores do povo ignorante.

Esse período mudou drasticamente com o pensamento humano, levando o homem a buscar mais iluminação intelectual e apelar mais para a razão. Hoje, porém, parece que a coisa tomou um novo rumo. Com essa torrente de informações e propagação de apelos publicitários, muitas vezes se torna difícil ter um senso crítico eficiente. Acabamos balançando positivamente a cabeça para muitas coisas que sequer concordamos.

E o que dizer dos preceitos religiosos? Muita gente frequenta semanalmente a igreja e sequer sabe no que acredita. Diz sim a tudo o que o pastor fala. Amém, pra cá, amém pra lá, mas nem se pergunta se isto está certo ou não. Como o filme demonstra, isso pode trazer sérias consequências.

Mas antes que você pense que estou dizendo que não devemos acreditar em nada, quero afirmar que esse não é o ponto em questão. Devemos acreditar em algo, pois senão, nossa existência se torna sem sentido. Mas ter fé não significa fechar os olhos e acreditar cegamente. Significa ter certeza de algo tão fortemente, que podemos confiar de olhos vendados.

Nos tempo bíblicos, havia uma pessoal da cidade de Beréia, que recebiam a mensagem dos pregadores e oradores da época com grande interesse, mas examinavam tudo para ver se era assim mesmo. Viu só a diferença? Devemos ir a fundo em cada questão, antes de tomarmos uma decisão. E isso equivale também para aquilo que assistimos, lemos e ouvimos.

1 comentário em “#32 – Sim, Senhor: saiba dizer nãoAdicione o seu →

Deixe uma resposta